Publico abaixo algumas imagens tiradas do Relatório do Prefeito Octacílio Negrão de Lima do ano de 1936 e dos Dossiês “Calçamento de Ruas de Bello Horizonte” e no “Aspectos da cidade de Bello Horizonte”, ambos editados pelo Governo no inicio dos anos 30, do qual já publiquei algumas imagens em artigos anteriores. Podemos ver nas imagens as obras realizadas em diversos pontos das Zonas Urbana e Suburbana como o calçamento, a pavimentação asfáltica de ruas e avenidas, canalizações entre outros serviços, importantes e inadiáveis devido principalmente a rápida expansão urbana que se verificou à partir dessa década. Outro fato notável é a tipologia urbana das edificações, que começavam a ceder o lugar para a verticalização iniciada na primeira metade da década.


Pavimentação da Avenida Paraúna, atual Getúlio Vargas concluída nos anos 30. A esquerda o Jardim de Infância, depois Escola Estadual Bueno Brandão.
Fonte: APM


Calçamento de um trecho da Avenida Cristovão Colombo nas proximidades da Praça da Savassi. A direita vemos algumas casas residenciais ainda existentes e refuncionalizadas para uso comercial.
Fonte: APM


Processo de pavimentação nas proximidades da Praça da Liberdade.
Fonte: APM


Obras de pavimentação da Avenida Cristovão Colombo no cruzamento com a Avenida Getúlio Vargas. Ao fundo vemos os quarteirões ocupados atualmente por uma cafeteria e uma sapataria entre outros estabelecimentos. A esquerda o Abrigo de Bondes Pernambuco.
Fonte: APM


Avenida Brasil em 1933, nas proximidades do Quartel.
Fonte: APCBH Relatório do Prefeito Octacílio Negrão de Lima, 1936.


A mesma Avenida em 1935 após a realização de obras de calçamento e embelezamento, nas proximidades da Avenida Francisco Sales.
Fonte: APCBH Relatório do Prefeito Octacílio Negrão de Lima, 1936.


Calçamento da Rua Tupis, no cruzamento da Rua Araguari. A direita a Padaria ainda existente.
Fonte: APM


Pavimentação da Rua Tupinambás concluída nas proximidades da Rua Curitiba. Na imagem é possível ver entre algumas casas comerciais várias casas residenciais pertencentes a diversos funcionários públicos originários de Ouro Preto que receberam terrenos na área central quando da mudança da capital. Anos mais tarde essas casas deram lugar aos Edifícios comerciais existentes no centro de Belo Horizonte.
Fonte: APM


Pavimentação da Rua Rio de Janeiro na esquina da Rua dos Caetés. A esquerda vemos a antiga Casas Pernambucanas e à direita a Casa Bleriot e o seu farol.
Fonte: APM


Abertura da Avenida Pedro II em 1936 vendo-se no centro da imagem o Córrego do Pastinho.
Fonte: APCBH Relatório do Prefeito Octacílio Negrão de Lima, 1936.


Aterro Sanitário da Baleia.
Fonte: APM


Saneamento e abertura da Avenida Bias Fortes, no cruzamento com a Rua Rio Grande do Sul. Ao fundo a antiga Fábrica da Aymoré.
Fonte: APM


Construção de um muro de arrimo entre a Rua Itambé e a Avenida Francisco Sales no bairro Floresta.
Fonte: APM


Muro de arrimo após a sua conclusão.
Fonte: APM


Preparação do terreno para a construção do Reservatório da Pedra Bonita/Morro dos Pintos no Alto Barroca.
Fonte: APM


Transporte de tubo recém chegado na Estação Central destinado para a captação de água na região do Barreiro.
Fonte: APM


Usina da Companhia de Estradas Modernas, localizadas na margem esquerda do Ribeirão Arrudas na Avenida dos Andradas.
Fonte: APM


Vila Renascença nas proximidades da Fábrica de Tecidos.
Fonte: APCBH Relatório do Prefeito Octacílio Negrão de Lima, 1936.


Vista do centro de Belo Horizonte a partir do Edifício Ibaté na segunda metade dos anos 30 onde vemos o edifício do Cinema Brasil e ao fundo o Edifício Chagas Dória.
Fonte: APM

0 comentários:

Postar um comentário

Comente a vontade

Rios Invisíveis da Metrópole Mineira

gif maker Córrego do Acaba Mundo 1928/APM - By Belisa Murta/Micrópolis