Construção da Ponte de concreto armado da Rua Rio de Janeiro sobre o Ribeirão Arrudas.
Fonte: APM

As pontes sempre tiveram grande importância na história da humanidade para a transposição de rios, vales entre outros obstáculos, naturais ou não. Elas tiveram e ainda tem um papel importante na comunicação entre as primeiras aglomerações humanas na Antiguidade e para a defesa do território, conforme relatos de algumas batalhas da Idade Média. Posteriormente as pontes, juntamente com a evolução dos transportes e das comunicações influenciaram todo o espaço-tempo dos núcleos urbanos, acelerando o seu crescimento, a interação e a comunicação entre eles.
Geralmente as pontes são construídas de acordo com a arquitetura vigente no período da sua construção. Na foto acima vemos uma das pontes de concreto armado que foram construídas sobre o Ribeirão Arrudas nos anos 20. O concreto armado, material resistente e de baixo custo entre outras qualidades era a grande novidade da época nas construções de Belo Horizonte e que proporcionou a verticalização da área central a partir dos anos 1930.
Desde a inauguração da capital a Prefeitura procurou construir, na medida do possível as pontes necessárias para a transposição dos Córregos que cortavam a capital, construindo inicialmente pontes sobre os Córregos do Acaba Mundo, Serra e Leitão, nas proximidades de sua foz no Arrudas. Posteriormente a Prefeitura deu inicio nos anos 20 a uma grande empreitada visando à construção e substituição de várias pontes existentes nas áreas urbana e suburbana, muitas delas ainda de madeira e que frequentemente apresentavam problemas no período das chuvas.
Na foto acima, ao fundo vemos uma dessas primitivas pontes que existiu sobre o Arrudas e que ligava a Rua da Bahia a Rua Januária na Floresta, e estava inacabada até essa época. Feita em arco circular de tijolos ela possuía, até o inicio dos anos 20 apenas nove metros de largura.

A mesma Ponte já pronta.
Fonte: APM

Prova de carga na Ponte da Avenida do Contorno durante a sua construção.
Fonte: APM

Na foto abaixo vemos a construção do Viaduto sobre a Linha Férrea na Avenida do Contorno, nas proximidades do cruzamento da Avenida dos Andradas, na divisa dos bairros Floresta e Santa Tereza. A regularização da Avenida do Contorno foi uma das prioridades da Municipalidade nos anos 20 e 30, visando melhorar a infra-estrutura urbana devido a continua ocupação do seu entorno, principalmente na Zona Suburbana.

Obras do Viaduto sobre a Linha Férrea na Avenida do Contorno nas proximidades do Frigorífico Perrela.
Fonte: APM

0 comentários:

Postar um comentário

Comente a vontade

Rios Invisíveis da Metrópole Mineira

gif maker Córrego do Acaba Mundo 1928/APM - By Belisa Murta/Micrópolis