Ponte sobre o Ribeirão do Isidoro em 1930.
Fonte: APM


A mesma ponte sobre o Ribeirão. Ao fundo o Sanatório Hugo Werneck.
Fonte: APM

Essa publicação de hoje visa corrigir um erro ocorrido em uma publicação anterior: em Maio foi publicado uma imagem com o titulo “Ponte sobre o Ribeirão Arrudas na década de 30”, publicação esta em que sinalizei segundo a descrição que se encontra disponibilizada no site do Arquivo Público Mineiro como sendo uma ponte sobre o Ribeirão Arrudas. Para corroborar tal informação pesquisei durante um bom tempo nos mapas contemporâneos à imagem para ver se localizava a tal ponte sobre o Arrudas e realmente só localizei uma que poderia corresponder a foto; a ponte que pertencia a antiga estrada do Barreiro. Ainda assim consultei alguns documentos da época e também algumas pessoas contemporâneas a tal estrada e todas me afirmaram que não existia tal ponte sobre o Arrudas, na verdade fizeram até uma listagem das pontes que existiam sobre o Ribeirão, locais de pesca, fazendas etc. Confiando na descrição do Arquivo publiquei a imagem, mesmo deixando claro que não poderia se afirmar com exatidão o local da imagem e nem que era o dito ribeirão.


A mesma ponte sobre o Isidoro e a direita a árvore sinalizada nas imagens anteriores.
Fonte: Google Street View

Nesses tempos estava a fotografar a região do Isidoro, região essa que sofrerá grandes intervenções por parte do Poder Público e pela construção civil quando me deparei com a ponte sobre o Ribeirão do Isidoro na estrada de acesso ao antigo Sanatório Hugo Werneck e a reconheci como sendo a tal ponte sobre o Arrudas. Realmente se compararmos as duas imagens disponibilizadas no Arquivo Público Mineiro com as imagens atuais verá que se trata da mesma ponte. Nas três imagens publicadas pode-se observar que uma das árvores sinalizadas ainda existe e que o parapeito da ponte tem o mesmo comprimento nas três imagens além da largura ser a mesma, salvo modificações feitas devido ao seu asfaltamento.
Sendo assim, procuro com essa pequena nota reparar um erro cometido na publicação anterior, um erro que infelizmente já vi repetido em outras publicações impressas e que na verdade é perfeitamente compreensível visto que a falta de dados e de informações para consulta é grande no que diz respeito ao processo de mudança espacial de Belo Horizonte.
Abaixo segue algumas imagens de uma paisagem que desaparecerá nos próximos meses e que certamente abordarei em artigos futuros...


A mesma ponte de acesso ao antigo Sanatório sobre o Ribeirão Isidoro atualmente.
Fonte: Foto do Autor


O Ribeirão Isidoro, tributário do Ribeirão do Onça completamente poluído.
Fonte: Foto do Autor


Imagem de Satélite onde está sinalizado os locais das imagens.
Fonte: Google Earth

4 comentários:

  1. Gustavo Nascimento07 novembro, 2011

    Alessandro,

    Fantástica a sua percepção. E mais impressionante ainda é a presença das árvores que comprovaram a sua tese. Um lugar parado no tempo a pouco tempo do centro de BH. Espero que os loteamentos previstos para a região não interfiram na paisagem em torno dessa ponte.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia ,
    Estou interessado em saber data da construção ou implantação do novo canal do ribeirão isidoro na ponte do xodo.Acredito que foi na decada de oitenta ,mas não tenho certeza.
    Aguardo um oi.Meu email é aldeysioduarte@terra.com.br.Como trabalhei como perito no PATRIMONIO IMOBILIARIO DA PMBH me coloco a disposição.
    E por ser oportuno,informo que somente em 1953 ,JK,transferiu a região para Bh separando-o de Santa Luzia .Um abraço ,Obrigado.Aldeysio

    ResponderExcluir
  3. Agora já estão invadindo o local pelo bairro Jaqueline, rua Atanásia dos Jardins, perto da UMEI e espaço Cidadania BH Zilah Spósito.
    Já estão montando barraquinhas e lona preta (tem mais de 100), de madeira e estão promovendo a queima da área verde rasteira e cortando árvores indiscriminadamente, a prefeitura já recebeu várias denúncias mas não toma nenhuma providência.

    ResponderExcluir
  4. Esta ponte foi construída por ordem do medico HUGO WERNECK que estava construindo o sanatório em 1922 A segunda ponte em frente ao Bairro Xodó foi construída pela SUDECAP em 1994
    ALDEYSIO DURTE

    ResponderExcluir

Comente a vontade

Rios Invisíveis da Metrópole Mineira

gif maker Córrego do Acaba Mundo 1928/APM - By Belisa Murta/Micrópolis